Para Meditar

"Escreva as preocupações de hoje na areia. Grave as vitórias de ontem na pedra".

25/07/2012

Vou contar para meu Pai

Quando a gente é criança e alguém faz algo que nos desagrada, a primeira reação é:  Vou contar para meu pai. Aí, a gente saí correndo em busca do nosso pai como se ele fosse: Delegado de Polícia, Juiz de Direito, Promotor de Justiça, a maior autoridade da Terra. O pai de uma criança é para ela referência, exemplo, sinônimo de proteção, guarda, refúgio, defesa. Contar para o pai é contar para quem resolve. Quando a gente se torna adulto, não conta mais  para o pai. A gente resolve, age por conta própria, argumenta, revida, se defende como pode. Mas, quando a gente nasce de novo (conhece a Cristo), aí começa tudo outra vez. Voltamos a ser como crianças, voltamos a ser meninos dependentes e se alguém faz algo conosco, a gente corre para contar ao Pai. Deixamos de resolver as coisas na força do braço ou na lógica do intelecto e depositamos as afrontas, ofensas e calúnias aos pés daquele que enfrentou e venceu tudo isso – JESUS! Quando alguém mexer contigo, segure a língua, conte até 10, respire fundo e conte para o seu Pai. Ele pode resolver qualquer situação. Não existe advogado melhor nem juiz mais justo... Agora, vocês me dêem licença porque eu também vou contar tudo para o meu Pai =)

Um comentário:

  1. E realmente muito bom quando se tem
    um pai que podemos contar todas as
    nossas tristezas.Sabendo que Ele vai
    resolver nossas causas . Este é o melhor
    Pai que nunca diz não.
    Essa mensagem é de Deus. Parabens abençoada.

    ResponderExcluir