Para Meditar

"Escreva as preocupações de hoje na areia. Grave as vitórias de ontem na pedra".

10/02/2011

Se na sua frente só tem osso: profetize!


Tem momentos na vida cristã em que as situações adversas, as palavras contrárias, as circunstâncias difícieis são como vales de ossos secos. A gente não vê saída, não vê possibilidade, não vê alternativa. A visão humana de um vale de ossos secos é aterradora, deseperadora até, mas a visão da fé é diferente. Quando a fé entra em ação, o vale passa a ser um exército forte e poderoso. Quando a fé entra em ação, é possível profetizar sobre a morte e dela surgir vida. O Senhor ordenou ao profeta o que te ordena hoje: Profetiza! É a tua fé que vai mover o sobrenatural de Deus para que o milagre aconteça. Creia que os ossos podem virar guerreiros. Aquela situação impossível aos seus olhos pode passar a ser motivo de alegria, gozo e testemunho. Basta  crer, basta confiar que o Deus que te ordena profetizar é o mesmo que abre caminhos no deserto e no mar. É Ele quem manda e Ele se responsabiliza. Você só tem que crer, abrir a boca, usar a fé e tomar posse da poderosa palavra do Senhor. Profetize e veja o que Deus vai fazer por você e por intermédio de você.   

O que você está pedindo a Deus? Pão ou Pedra?

Tem coisas na nossa vida que nos cheiram bem como um pão quentinho e delicioso, mas se o nosso Pai sabe que este aparente pão é na verdade uma pedra e pedra de tropeço na nossa vida, Ele não vai nos dar. Está escrito que ele não nos dá pedra por pão. Nenhum pai ao ver o filho, pedindo pão vai lhe dar uma pedra. O Pai celestial sabe se o que você está pedindo é, na verdade, pão ou pedra. Você está insistindo com ele em algo que aos seus olhos é pão, mas Ele na sua onisciência sabe que amanhã este "pão" pode se transformar em pedra, em embaraço, impeçilho na sua caminhada. Se ele não te deu algo, agradeça assim mesmo. Ele sabe o que faz! Peça tudo em nome de Jesus e segundo a vontade do Pai. Assim, com certeza, quando você pedir pão receberá o pão que sacia perfeitamente as suas necessidades. Confie no Senhor! Um NÃO dele é livramento, é benção, é vitória para tua vida. Um NÃO dele evita que você seja ludibriado pelos próprios desejos, evita que você receba uma pedra em lugar de pão.

06/02/2011

Cuidado com o que você está semeando!

Ninguém foge da lei da semeadura. Somos fruto das nossas próprias escolhas. O que fazemos hoje é determinante no amanhã. Vejamos a semeadura e a colheita de Jacó. Ainda jovem, enganou o próprio pai para ficar com a benção da progenitura. Passou-se pelo irmão Esaú, aproveitando-se da debilidade e fragilidade de Isaque.
Semeou engano e mentira. Colheu engano e mentira multiplicados. Pra começar foi trapaceado por Labão, o pai da jovem por quem se apaixonou e depois seus próprios filhos o enganaram. Mentiram a respeito de José, seu filho mais querido. Apresentaram uma túnica manchada de sangue para convencê-lo de uma morte falsa. A mentira de Jacó foi descoberta por Isaque logo em seguida com a chegada de Esaú, mas a mentira dos filhos de Jacó passou anos para ser revelada.
Jacó amargou a perda de José durante muito tempo de sua vida. Deus perdoou o pecado dele quando jovem, mas a conseqüência pelo ato praticado veio. É interessante observar que ele pagou na mesma moeda o que fez e foi enganado pelos filhos assim como ludibriou o próprio pai. Coincidência, Destino, Não! O que houve foi o cumprimento de uma lei que se cumpre fielmente na vida de todo ser humano.
Na parábola do credor incompassivo, temos outro exemplo dessa verdade, dessa vez no que diz respeito ao perdão. O servo que foi perdoado não soube perdoar e recebeu como paga a prisão. O Senhor daquele servo o encerrou na prisão porque ele não teve compaixão de quem lhe devia. Assim como ele mandou prender o devedor, assim também, ele foi preso. Não liberou perdão. Também não foi perdoado.
Tenhamos cuidado com as nossas atitudes e palavras, muitas vezes, impensadas, precipitadas e egoístas. Na hora de semear, temos escolha. Posso plantar abacaxi ou tomate, por exemplo. Mas, na hora de colher não há escolha. Aquilo que plantarmos vamos colher. Se semeamos abacaxi não esperemos colher tomate. Tenhamos como base os exemplos bíblicos porque o nosso Deus é amor, mas também é justiça. Deus vos abençoe!