Para Meditar

"Escreva as preocupações de hoje na areia. Grave as vitórias de ontem na pedra".

25/07/2012

Conhece seu inimigo???

Conhecer o inimigo é primordial. Saber a arma apropriada para cada batalha é essencial. Usar a estratégia certa  é fundamental. Para combater o inimigo, saiba primeiro quem e como ele é. Quais são as suas artimanhas? Como ataca?  De que gosta? O que aprecia? A rainha Ester conhecia muito bem o cruel Hamã e o atraiu com perspicácia, inteligência, conhecimento de causa e o principal: a orientação divina. Para combater o inimigo, saiba qual a arma certa para atingí-lo. Assim fez Davi. Ele não usou a arma certa aos olhos humanos, mas usou a arma certa nas mãos de Deus.  Para combater o inimigo, saiba que estratégia usar. Saiba como alcançar a vitória, quais os meios, os métodos. A esposa de Nabal foi estrategista.  Foi ao encontro do inimigo com mimos, presentes, ofertas. Quebrantou seu coração. E você? O que tem feito na batalha diária contra os inimigos que se levantam na sua vida? Sabe quem está enfrentando? Sabe com que enfrentar? Sabe como enfrentar? Se não, corra para aquele que a bíblia chama o Senhor da Guerra, aquele que não perde em batalha nem em questão, aquele que te faz mais que vencedor em Cristo. Ele tem receita para fazer leão jejuar, Ele tem modelo de arca para te salvar, Ele tem estratégia para deburrar muralha. Leia a Bíblia – o manual da vitória garantida. Deus os abençoe!

Vou contar para meu Pai

Quando a gente é criança e alguém faz algo que nos desagrada, a primeira reação é:  Vou contar para meu pai. Aí, a gente saí correndo em busca do nosso pai como se ele fosse: Delegado de Polícia, Juiz de Direito, Promotor de Justiça, a maior autoridade da Terra. O pai de uma criança é para ela referência, exemplo, sinônimo de proteção, guarda, refúgio, defesa. Contar para o pai é contar para quem resolve. Quando a gente se torna adulto, não conta mais  para o pai. A gente resolve, age por conta própria, argumenta, revida, se defende como pode. Mas, quando a gente nasce de novo (conhece a Cristo), aí começa tudo outra vez. Voltamos a ser como crianças, voltamos a ser meninos dependentes e se alguém faz algo conosco, a gente corre para contar ao Pai. Deixamos de resolver as coisas na força do braço ou na lógica do intelecto e depositamos as afrontas, ofensas e calúnias aos pés daquele que enfrentou e venceu tudo isso – JESUS! Quando alguém mexer contigo, segure a língua, conte até 10, respire fundo e conte para o seu Pai. Ele pode resolver qualquer situação. Não existe advogado melhor nem juiz mais justo... Agora, vocês me dêem licença porque eu também vou contar tudo para o meu Pai =)