Para Meditar

"Escreva as preocupações de hoje na areia. Grave as vitórias de ontem na pedra".

22/01/2011

A Janela do Hospital


Dois homens, ambos gravemente doentes, estavam no mesmo quarto de hospital. Um deles podia se sentar na sua cama durante uma hora, todas as  tardes, para que os fluidos circulassem nos seus pulmões. A sua cama estava junto da única janela do quarto.
O outro homem tinha que ficar sempre deitado de costas. Os homens conversavam horas e horas. Falavam das suas mulheres, famílias, das suas casas, dos seus empregos, dos seus aeromodelos, onde tinham passado as férias... E todas as tardes, quando o homem da cama perto da janela se sentava, passava o tempo a descrever ao seu companheiro de quarto todas as coisas que conseguia ver do lado de fora da janela.
O homem da cama do lado começou a viver à espera desses períodos de uma hora, em que o seu mundo era alargado e animado por toda a atividade e cor do mundo do lado de fora da janela. A janela dava para um parque com um lindo lago. Patos e cisnes, chapinhavam na água enquanto as crianças brincavam com os seus barquinhos.
Jovens namorados caminhavam de braços dados por
entre as flores de todas as cores do arco-íris. Árvores velhas e enormes acariciavam a paisagem e uma tênue vista da silhueta da cidade podia ser vislumbrada no horizonte. Enquanto o homem da cama perto da janela descrevia isto tudo com extraordinário pormenor, o homem no outro lado do quarto fechava os seus olhos e imaginava as pitorescas cenas.
Um dia, o homem perto da janela descreveu um desfile que ia passar:
Embora o outro homem não conseguisse ouvir a banda, conseguia vê-la e ouvi-la na sua mente, enquanto o outro senhor a retratava através de palavras bastante descritivas.
Dias e semanas passaram. Uma manhã, a enfermeira chegou ao quarto trazendo água para os seus banhos, e encontrou o corpo sem vida, o homem perto da janela, que tinha falecido calmamente
enquanto dormia. A enfermeira ficou muito triste e chamou os funcionários do hospital para que levassem o corpo.  Logo que lhe pareceu apropriado, o outro homem perguntou se podia ser colocado na cama perto da janela. A enfermeira disse logo que sim e fez a troca.
Depois de se certificar de que o homem estava bem instalado, a enfermeira  deixou o quarto. Lentamente, e cheio de dores, o homem ergueu-se, apoiado no cotovelo, para contemplar o mundo lá fora. Fez um grande esforço e lentamente olhou para o lado de fora da janela que dava, afinal, para uma parede de tijolo!
O homem perguntou à enfermeira o que teria feito com que o  seu falecido companheiro de quarto lhe tivesse descrito coisas tão maravilhosas do lado de fora da janela. A enfermeira respondeu que o homem era cego e nem sequer conseguia ver a parede. Talvez quisesse apenas passar alguma coragem pra ele...
MORAL DA HISTÓRIA:
Existe uma felicidade tremenda em fazer os outros felizes, apesar dos nossos próprios problemas. A dor partilhada é metade da tristeza, mas a felicidade, quando partilhada, é dobrada. Compartilhe o amor de Deus na tua vida e coloque em prática a fé que você professa.


Fonte: Internet

Criação X Evolução

Este vídeo é muito bom.
Excelente como argumento criacionista.
Assista e glorifique o Criador de todas as coisas. Deus é tremendo!


Fonte: You Tube

21/01/2011

Precisamos erguer memoriais

Meditando nas Sagradas Escrituras, percebi, pela graça de Deus, algo interessante numa porção que se encontra no livro de Josué, capítulo 4 e versículos do 1 ao 7. O Espírito Santo sempre comunica conosco em oração, leitura e reflexão da palavra.  E nessa meditação, atentei para o fato de que precisamos erguer memoriais em nossa vida cristã.
Depois de passar o Rio Jordão, Josué ordenou que 12 pedras do leito do rio fossem trazidas como memorial do milagre realizado naquele lugar. Ao verem as pedras, os filhos perguntariam aos pais o que significava aquilo e a ordem de Josué para os pais foi esta - “Fareis saber a vossos filhos, dizendo: Israel passou em seco este Jordão”. (Josué 4. 22)
Que lição para nós! Fazer memoriais para não esquecer os milagres de Deus. Você tem construído memoriais ou tem esquecido de quem você era, de onde saiu e de quem te fez chegar ao lugar onde se encontra hoje? O Salmista ora, falando para a própria alma. Ele exorta a si próprio com essas palavras - “Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios”. (Salmos 103.2)
Ah! Como precisamos erguer memoriais para manter na mente e no coração a gratidão pelo que éramos e que somos, pelo que ultrapassamos e conseguimos. Quanta coisa a lembrar e agradecer. Quantos rios e mares ultrapassados e onde estão as pedras? Guarde-as e faça com elas um altar de gratidão e adoração ao Senhor.    
Fonte: Espírito Santo em minha vida

Ele desembaraça o caminho

Recebi no Círculo de Oração de minha congregação uma receita maravilhosa para ser utilizada em oração durante todo o ano de 2011. A amada irmã Elisa Lira transmitiu o recado e entregou o versículo que se encontra em II Samuel 22.33 que diz assim: “Deus é a minha fortaleza e a minha força, e ele perfeitamente desembaraça o meu caminho”.
Uma palavra poderosa para ser usada em oração. Recebi esta palavra, cri e já estou utilizando esta pérola em minhas conversas diárias com Deus. Creio que o Todo Poderoso, aquele que vai a nossa frente como General de Guerra vai desembaraçar o nosso caminho de forma que possamos continuar marchando até a Terra Prometida.
Querido(a) visitante, creia que todas as dificuldades, obstáculos e empecilhos que se encontram na estrada da sua vida vão ser ultrapassados em nome de Jesus. Ou você passa pelo meio das águas ou você passa por cima delas, mas uma coisa é certa: você vai passar porque o Senhor dos Exércitos vai a frente, desembaraçando o caminho.
Continue sua marcha. Avante! Passo firme rumo ao céu. A vida cristã é uma maratona, cheia de obstáculos, mas diga com fé o que proferiu o Rei e servo Davi em II Samuel 22.30 – “Porque contigo passo pelo meio de um esquadrão; pelo meu Deus salto um muro”. Não existem barreiras para quem segue marchando com Jesus como General. Em 2011, marche para conquistar a Canaã Celestial e tenha certeza pela palavra que o teu Deus desembaraça o teu caminho.

Fonte: Espírito Santo em minha vida

20/01/2011

Quando Deus quer

 Hoje pela manhã me deparei com uma cena que me chamou a atenção. No estacionamento do condomínio onde moro, observei algo que me fez correr para pegar a câmera fotográfica. O registro da cena é a foto dessa flor que brotou no meio das pedras.
A singeleza dessa planta em meio à dureza do solo me encantou e me fez refletir sobre a luta pela vida e a vontade de Deus. Aos olhos humanos, do solo retratado pela fotografia não poderia surgir nada, mas uma planta brotou entre os paralelepípedos do calçamento e com uma beleza singular faz a diferença e irradia vida num terreno aparentemente improdutível.
Meditando nessa cena do meu cotidiano percebo que ainda que o solo seja áspero, duro, resistente existe a possibilidade de vida. Quando Deus, o Criador quer, nada pode impedir o milagre. Basta que ele queira porque está escrito em Salmos 135.6 - “Tudo o que o Senhor quis, fez, nos céus e na terra, nos mares e em todos os abismos”.
O Senhor não precisa de solo fértil nem irrigado para fazer florescer nem surgir. Basta a vontade dele e a sua ordem. Mesmo que as condições não sejam favoráveis, mesmo que o solo seja duro, se ele quer, a planta nasce.
Continue semeando e regando ainda que o solo pareça feito de asfalto. No tempo de Deus, vai brotar a vitória e com certeza, vai ser linda, radiante e maravilhosa como a pequena flor que retratei com a minha câmera numa manhã de sol.  Quando Deus quer, a planta rompe até a pedra mais dura, surge, cresce, aparece e glorifica ao Criador. Continue crendo!

Fonte: Espírito Santo em minha vida

17/01/2011

Deus nunca erra

 Um certo rei não acreditava na bondade de Deus. Ele tinha um servo que em todas as situações lhe dizia: Meu rei, não desanime porque tudo que Deus faz é perfeito. Ele não erra!
Um dia eles saíram para caçar e uma fera atacou o rei. O seu servo conseguiu matar o animal, mas não pôde evitar que sua majestade perdesse um dedo da mão. Furioso e sem mostrar gratidão por ter sido salvo, o nobre disse: Deus é bom? Se Ele fosse bom eu não teria sido atacado e perdido o meu dedo.
O servo apenas respondeu: Meu Rei, apesar de todas essas coisas, só posso dizer-lhe que Deus é bom; e ele sabe o por que de todas as coisas. O que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra! Indignado com a resposta, o rei mandou prender o seu servo .
Tempos depois, saiu para uma outra caçada e foi capturado por selvagens que faziam sacrifícios humanos. Já no altar, prontos para sacrificar o nobre, os selvagens perceberam que a vítima não tinha um dos dedos e soltaram-no: ele não era perfeito para ser oferecido aos deuses.
Ao voltar para o palácio, mandou soltar o seu servo e recebeu-o muito afetuosamente. Meu caro, Deus foi realmente bom comigo! Escapei de ser sacrificado pelos selvagens , justamente por não ter um dedo! Mas tenho uma dúvida: Se Deus é tão bom, por que permitiu que você, que tanto o defende, fosse preso? 
Meu rei, se eu tivesse ido com o senhor nessa caçada, teria sido sacrificado em seu lugar, pois não me falta dedo algum. Por isso, lembre-se: tudo o que Deus faz é perfeito. Ele nunca erra!

Fonte: Internet